Neoliberalismo: Você sabe o que é ? Fique por dentro do assunto.

Neoliberalismo

Neoliberalismo: Esta pode ser uma pergunta da sua prova! Fiquei por dentro do assunto e gabarite todas as questões relacionadas ao tema.

O que é Neoliberalismo ? Este tema pode surgir em sua prova e gerar dúvida, e o conteúdo é daqueles que não tem um nível de complexabilidade alto portanto você não pode errar nenhuma questão. Vamos lá ?

Descobrindo o que é

O neoliberalismo é uma teoria socioeconômica que sustenta os velhos ideais do liberalismo clássico, ao defender o estado de retirada do mercado com mínima intervenção na economia, em tese, ele se autorregulará e regulará a ordem econômica. . Como principal resposta à crise do petróleo, os governos de vários países começaram a implementar a convenção.

Os neoliberais se opõem principalmente à política de welfare state, que é um dos preceitos básicos da social-democracia e um dos métodos que keynesianos usam para conter a crise econômica iniciada em 1929. Nessa política, foi anunciado o maior grau de intervenção do Estado. Na economia, as leis trabalhistas são fortalecidas para aumentar o potencial do mercado consumidor, promovendo o escoamento da produção industrial.

A crítica neoliberal a esse sistema é que “dar poder ao país” custa caro, restringe as práticas de negócios e mina o que eles chamam de “liberdade econômica”. Além disso, o aumento dos salários e o conseqüente fortalecimento das organizações sindicais também são vistos como ameaças à economia, pois aumentam os custos da mão de obra e aumentam a inflação. Portanto, os neoliberais defendiam a máxima desregulamentação do trabalho, ao mesmo tempo que reduzia a renda e reduzia a flexibilidade do processo produtivo.

Outra premissa básica do neoliberalismo é o colapso do Estado, ou seja, a privatização. Nesse caso, algumas pessoas pensam que o Estado é um péssimo administrador, isso só vai atrapalhar o bom funcionamento da lei do mercado, e a operação da lei do mercado será governada pela “mão invisível” anteriormente defendida pelo liberalismo clássico, e vai Opere de acordo com a lei de oferta e demanda e concorra de graça.

Nesse sentido, o papel do Estado é apenas o de garantir a infraestrutura básica para garantir o funcionamento e a circulação normais da produção de bens, e intervir na economia em caso de crise.

Os Estados Unidos e o Reino Unido não são apenas os primeiros países a implementar a doutrina, mas também são responsáveis ​​por sua disseminação para todas as partes do mundo. Em alguns casos, como no Chile, foi imposto pela força, fortalecendo as ditaduras locais. Em outros casos, o neoliberalismo é substituído por países altamente dependentes em crises econômicas ou países frágeis, como o Brasil.

Neoliberalismo no Brasil

No Brasil, na década de 1990, com a privatização da maioria das empresas estatais da época, especialmente a privatização da Vale do Rio Doce, Telebrás e Embratel, atraiu a atenção mundial na implementação do neoliberalismo.

Além de se comportar como tendências econômicas, o neoliberalismo também é um modo de comportamento social. A sua implementação alia-se à acumulação flexível do sistema de judô, preconizando a individualização de comportamentos, principalmente no campo profissional, comportamento este amplamente difundido pelo conceito de empreendedorismo.

Portanto, o neoliberalismo tem se tornado objeto de constantes críticas, especialmente no processo de desregulamentação do trabalho e enfraquecimento ou manipulação do poder dos sindicatos, que tem levado a um declínio gradual dos direitos trabalhistas e um declínio do padrão de vida médio da classe trabalhadora. tudo em volta do mundo.

Sem dúvida, o exemplo mais óbvio dessa lógica é o chamado tigre asiático, que é um país altamente industrializado, mas por falta de leis trabalhistas, a mão de obra é extremamente barata. Por exemplo, os trabalhadores quase não têm férias e benefícios limitados, todos para atrair empresas estrangeiras e garantir seus próprios lucros.

Embora a crise econômica mais recente tenha começado em 2008 e afetado de forma mais importante a União Europeia, o neoliberalismo ainda é o principal sistema econômico hoje e é atualmente adotado pela maioria das economias nacionais atuais.

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o que é Neoliberalismo, que tal resolvermos algumas questões de Enem e Vestibular para fixar nosso conteúdo. Está preparado ? Então vamos lá. 

Exercícios

1. (Mackenzie) Inspirado no liberalismo clássico e em clara oposição ao Keynesianismo, o neoliberalismo propõe, entre outras medidas:

I. a atuação do Estado como empresário, como mediador das relações capital-trabalho e como regulador de taxas e tarifas.

II. o desenvolvimento de uma política de privatização das empresas estatais para reduzir o papel do Estado na economia.

III. a minimização do poder dos sindicatos e a redução dos direitos trabalhistas.

IV. a redução das barreiras para a circulação de mercadorias e capitais entre países, promovendo, assim, uma maior abertura econômica.

Estão corretas:

a) apenas I, II e IV.
b) apenas I, III e IV.
c) apenas I, II e III.
d) apenas II, III e IV.
e) I, II, III e IV


2. (UNIRIO) Em meio à globalização econômica e à política neoliberal, convivemos recentemente com o caso do México, em 1994-95. A crise mexicana, ou o que se denominou “efeito tequila” (hot money), resultou:

a) de investimentos maciços na indústria mexicana, gerando a rápida valorização do peso, moeda forte local.
b) do descompasso econômico entre o México e os países da América Latina, criando o fortalecimento industrial mexicano.
c) da supervalorização do dólar, enquanto moeda-padrão, afetando as economias periféricas dependentes dos EUA.
d) da fuga de imensos capitais especulativos que migraram, afetando a solidez econômica local.
e) da miséria em que se encontra o México diante dos outros países latino-americanos muito mais estáveis e sólidos.

Gabarito

1. Letra “D”
2. Letra “D”

Estão são somente algumas das milhares de questões de Neoliberalismo! Que tal resolver mais questões ? Acesse agora mesmo nosso banco de questões e pratique mais a respeito do assunto.