Somos escravos da tecnologia? - Atualidades Enem e Vestibulares | Enem

30/06/2018 - Notícias

Somos escravos da tecnologia? - Atualidades Enem e Vestibulares

Saiba mais sobre Somos escravos da tecnologia? no nosso resumo de Atualidades Enem e Vestibular

curso-enem

 
Todos nós sabemos da importância da tecnologia para nossa rotina, tanto profissional, quanto pessoal. A evolução tecnológica influencia o mundo moderno e muda a forma como percebemos as coisas, como nos informamos, como trabalhamos e principlamente como nos relacionamos.

Constantemente estamos conectados e participamos de redes sociais e aplicativos de troca de mensagens instantâneas, que nos torna mais ansiosos, porque queremos a informação, a resposta, tudo na hora, de imediato. Mas, será que realmente é preciso?

A tecnologia criou alguns problemas para seus usuários. Uma que é aparentemente simples de resolver é a distração. Um estudo da Universidade da Califórnia mostra que profissionais que trabalham em frente de um computador são interrompidos ou se interrompem espontaneamente a cada três minutos. E toda vez que isso ocorre, leva até 23 minutos para retornar a tarefa inicial.

O estudo não se aplica apenas para as pessoas que trabalham, também se aplica para quem usa a tecnologia para estudar.

De acordo com a professora da escola de negócios da Universidade Stanford e é PhD em psicologia, Kelly McGonigal, o sistema de recompensa do cérebro se adaptou à era digital e hoje carece de informação. A consequência, é a sensação de necessidade de consumir notícias, assim como sentimos vontade de comer.

Essa busca constante por ser informado ou atualizado a todo momento reflete no nosso comportamento, como por exemplo a inseguraça de se sentir obrigado a estar diponíveis 24h por dia, além de ficar observando os outros nas redes sociais e fazendo comparações.

A Associação de Psiquiatria Americana quer incluir a ansiedade digital no Manual de transtornos mentais, uma espécie de lista das doenças psiquiátricas existentes, pois se trata de um vício sem limite e o assimilam com o vício em compras ou jogos.

Para o diretor de RH do Google dos Estados Unidos, Rich Fernandez, a solução para a modernidade é conseguirmos assumir o controle da nossa vida digital. “Seríamos ingênuos se achássemos que a tecnologia não tem nenhuma consequência, mas um aparelho não é viciante. A maneira como você o utiliza é que o torna viciante”.

A tecnologia distrai as pessoas, mas temos que ser responsáveis e conscientes de como vamos usá-la. Devemos lembrar que realizar várias atividades ao mesmo tempo pode causar estresse e comprometer a qualidade do nosso trabalho. De acordo com os estudos da Universidade de Stanford mostram que, quanto mais a pessoa se acha eficiente fazendo várias coisas ao mesmo tempo, pior é a execução de cada uma delas.
Isto porque o nosso cérebro não consegue se concentrar em várias tarefas sendo executadas ao mesmo tempo.

Não podemos negar que a internet nos ajuda diariamente, mas, não podemos nos tornar dependentes dela. Usar a tecnologia a nosso favor, de forma inteligente é o grande desafio da modernidade.

E pra você, nós somos escravos da tecnologia ou somos dependentes dela?

Notícias relacionadas

28/04/2018 - Notícias

#EstudeParaOEnem
Aula grátis
Material em PDF + Videoaulas
Sua matrícula expira em:
icone relogio 00 00 00