31/07/2015 - Notícias

Prova de Fé – Sabatistas no Enem

Por motivos religiosos, guardadores do sábado, ficarão em salas isoladas esperando o pôr do sol para realização do Exame Nacional do Ensino Médio.


A Igreja Adventista do Sétimo Dia reconhece o sábado como sinal distintivo de lealdade a Deus (Êx 20:8-11; 31:13-17; Ez 20:12, 20), cuja observância é pertinente a todos os seres humanos em todas as épocas e lugares (Is 56:1-7; Mc 2:27). Quando Deus “descansou” no Sétimo Dia da semana da criação, Ele também “santificou” e “abençoou” esse dia (Gn 2:2, 3), separando-o para uso sagrado e transformando-o em um canal de bênçãos para a humanidade.

Muitos alunos se submetem à espera do horário para realização da prova. Os sabatistas entram nas salas às 13h (horário oficial de Brasília), assim como todos os outros concorrentes, e permanecem "confinados" até o término pôr do sol, somente depois recebem a prova para ser respondida. Durante esse período de espera, cerca de 6horas, é permitido apenas comer, ir ao banheiro e beber água. Os alunos não podem nem mesmo conversar uns com os outros. Apesar dos muitos questionamentos em relação a essa escolha, os candidatos sabatistas permanecem firmes em seus princípios e esperam pacientemente para o início da prova.


O estudante, Vinicius dos Anjos Pereira, 18 anos, diz que sua primeira experiência no Enem (em 2013) foi cansativa e  desgastante. Ficar em uma sala isolada, sem ao menos poder conversar é extremamente entediante, e acredita que o rendimento no desenvolvimento da prova fica inferior em relação aos candidatos não sabatistas. Mas ressalta que foi uma boa experiência de fidelidade a Deus, e teve como resultado uma nota considerável para seu primeiro Enem. E diz que para esse ano de 2015, estará mais tranquilo e confiante para superar o cansaço. “A preparação é essencial. Se eu fizer a minha parte, tanto estudando como sendo fiel, Deus fará a parte dEle.” destaca.

Há um movimento, conhecido como #MudaEnem, iniciado pelo professor Fabricio Alves, do Grupo Physics Educaciona. A ideia é arrecadar 200 mil assinaturas para pedir ao Ministério da Educação (MEC) a mudança da data da prova, de outubro para dezembro, e a realização do exame em dois domingos.

A explicação do professor é que a realização do exame em outubro não é satisfatória, pois os alunos ainda não terão visto 100% dos conteúdos em sala de aula. Prejudicando assim o desenvolvimento dos alunos no Exame.

Outra mudança é em relação à realização da prova aos sábados, já que estudantes sabatistas dedicam o sábado a atividades religiosas, sendo prejudicados por causa do horário diferenciado no Enem. Conheça mais sobre #MudaEnem no site www.mudaenem.com.br.

Enquanto a mudança não chega ao Ministério da Educação, os candidatos sabatistas continuarão em “prova de fé” para classificação em uma das universidades públicas pelo país.



Notícias relacionadas

#EstudeParaOEnem
Aula grátis
Material em PDF + Videoaulas
Sua matrícula expira em:
icone relogio 00 00 00