Dicas de estudo: Transitividade Verbal

Transitidade Verbal

Confira algumas dicas com exemplos para entender o que é e quais são os tipos de transitividade verbal

exato-banner

Transitividade verbal se refere a relação de um verbo transitivo com um complemento; onde os verbos – que não são verbos de ligação – podem ser intransitivos, transitivos diretos e indiretos, de acordo ou não com o objeto direto e indireto. Indica a necessidade de um complemento para dar sentido a oração.

Confira dicas de como cada regra é usada e a sua necessidade de complemento. Formas simples para entender as regras da nossa língua portuguesa.

• Verbo de Ligação

Na oração “Bruno é inteligente”, percebe-se que “inteligente” e “Bruno” se encaixam na mesma pessoa, ou seja, o verbo “é” liga Bruno a ele mesmo.

Bruno é inteligente

Fernanda está feliz

Seu pai parece ansioso

Alguns verbos de ligação são: ser, estar, parecer, ficar, tornar-se, continuar, andar, permanecer…

Os verbos de ligação indicam um estado, as condições em que alguém ou alguma coisa se encontra. Entenda:

Estado permanente: Ela é alegre.

Estado transitório: Ela anda alegre.

Estado aparente: Ela parece alegre.

Continuidade de um estado: Ela continua alegre.

Estado mutatório: Ela ficou alegre.

• Verbos Transitivos Diretos (VTD)

Ao desmembrar o verbo do complemento, o verbo fica com um sentido incompleto, exigindo a necessidade de complemento para o outro termo. O VTD é aquele cujo complemento, ou seja, o seu objeto, não exige preposição.

Verbos transitivos diretos são: O quê, quem…

Vamos aos exemplos:

Ela derrubou o livro

Ela derrubou

Ela derrubou (o quê?) o livro.

Nota-se que não há presença de preposição, pois o movimento do verbo é direto. Por isso, o verbo derrubar é um VTD e o livro é um Objeto Direto (OD).

• Verbos Transitivos Indiretos (VTI)

Nesta regra, se você desmembrar o verbo do complemento a oração fica sem sentido. Verbos transitivos indiretos são: De quê, para quê, de quem, para quem, em quem…

Vamos aos exemplos:

Ela precisa de roupas novas

Ela precisa

Ela precisa (de quê?) de roupas novas

Nota-se que a construção da pergunta e do complemento possui a presença da preposição de, indicando movimento indireto entre o verbo e o complemento. O verbo precisa é um VTI e o roupas novas é o Objeto Indireto (OI)

• Verbos Bitransitivos ou Transitivos Diretos e Indiretos (VTDeI)

São aqueles utilizados com dois objetos, sendo um direto e o outro indireto, ao mesmo tempo.

Vamos aos exemplos:

1) No inverno, Dona Cléia dava roupa e comida aos pobres.

objeto direto: roupa e comida

objeto indireto: aos pobres

2) A empresa fornece comida aos trabalhadores da firma.

objeto direto: comida

objeto indireto: aos trabalhadores da firma

• Verbos Intransitivos

Os verbos intransitivos não precisam de complemento, pois possui sentido completo. Por isso, eles conseguem formar o predicado sozinhos.

Vamos aos exemplos:

Fernando morreu.

Suzana chegou.

Os verbos intransitivos podem ser acompanhados de predicativo ou de adjunto adverbial.

Vamos aos exemplos:

Fernando morreu subitamente.

Suzana chegou atrasada.