ProUni 2018: Aprovados da 2ª chamada têm ate hoje para confirmarem matrícula

ProUni 2018

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2018 começam dia 6 de fevereiro e vão até o dia 9 de fevereiro.


exato-banner

[ATUALIZADA 09/03/2018] Os aprovados na 2ª chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) têm até hoje, 09 de março para apresentar os documentos  pedidos pela Universidade escolhida.

Os endereços e horários para a confirmação devem ser informados pela instituição.

Lista de espera

Entre os dias 16 e 19 de março, os candidatos não selecionados na 2ª chamada podem participar da lista de espera no site do Prouni.

[ATUALIZADA 02/03/2018] Nesta sexta-feira, 02 de março, será divulgada a 2º chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os candidatos poderão consultar pelo site – http://siteprouni.mec.gov.br/ – ou pelo aplicativo do programa no celular.

Os convocados devem confirmar os dados informados na inscrição entre os dias 02 e 09 de março, na universidade escolhida para garantirem a vaga.

[ATUALIZADA 14/02/2018] Nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, será divulgado o resultado do Programa Universidade para Todos (Prouni). O participante deve acessar o site – http://siteprouni.mec.gov.br/ – para verificar a lista.

Os pré-aprovados devem confirmar as informações pessoais dadas na inscrição entre os dias 15 e 23 de fevereiro na universidade escolhida para garantir as vagas.

No dia 02 de março, será divulgada a 2ª lista de aprovados. Caso o candidato não seja aprovado, poderá solicitar a participação na lista de espera entre os dias 16 e 19 de março, no site do ProUni.

Poderão concorrer à 1ª opção de curso aqueles que:

  1. Não foram pré-selecionados nas chamadas regulares;
  2. Foram pré-selecionados só na segunda opção de curso, mas não houve formação de turma.

Poderão concorrer à 2ª opção de curso aqueles que:

  1. Não foram pré-selecionados nas chamadas regulares e não houve formação de turma na primeira opção;
  2. Foram pré-selecionados na primeira opção de curso, mas reprovados porque não houve formação de turma.

O resultado da lista de espera será divulgado pelas universidades no dia 20 de março.

[ATUALIZADA 06/02/2018] O Programa Universidade para Todos (ProUni) está com as inscrições abertas. Os candidatos devem entrar no site – http://siteprouni.mec.gov.br/ – e têm até o dia 09 de fevereiro para efetuarem a inscrição. O Programa oferece bolsas de estudos em universidades privadas.

O Ministério da Educação (Mec) vai ofertar, neste semestre, 242.987 vagas em 2.976 instituições de ensino particulares, sendo 113.863 são bolsas de estudo integrais e 129.124 são bolsas de estudo parciais.

[ATUALIZADA 30/01/2018] Na tarde desta segunda-feira, 29 de janeiro, o Ministério da Educação liberou a consulta de vagas para o Programa Universidade para Todos (Prouni) do primeiro semestre de 2018. A pesquisa pode ser feita pelo site – http://siteprouni.mec.gov.br/tire_suas_duvidas.php#bolsas

Neste semestre serão ofertadas 242.987 vagas em 2.976 instituições de ensino particulares, sendo 113.863 são bolsas de estudo integrais e 129.124 são bolsas de estudo parciais

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2018 começam dia 6 de fevereiro e vão até o dia 9 de fevereiro. A inscrição deve ser feita pelo site – http://prouniportal.mec.gov.br/ – O resultado da primeira chamada acontece no dia 14 de fevereiro e da segunda no dia 02 de março.

O ProUni seleciona estudantes para receber bolsas de estudo integral ou parcial em universidades particulares de ensino superior por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para participar do programa o participante deve ter realizado a prova do Enem 2017 e ter alcançado no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame, além de não ter zerado a redação.

Condições para participar: ter estudado o ensino médio completo em escola pública; ter cursado ensino médio na rede privada com bolsa integral; ter cursado ensino médio parcialmente da rede pública e privada, nesse caso como bolsista integral; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública no efetivo exercício do magistério da educação básica.

Poderá concorrer a uma bolsa integral quem tem renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio. Pode se inscrever para as bolsas parciais a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos.