Base Nacional Comum Curricular será decidida na próxima sexta, 15

Base Nacional Comum Curricular

A votação será feita nos dias 6 e 7 de dezembro em sessões públicas

curso enem

[ATUALIZADA 08/12/2017] Segundo o presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), a votação do texto final da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) voltará a ser discutida na próxima sexta, dia 15.

A mudança da data se fez pelo pedido de três conselheiras, Aurina de Oliveira Santana, Malvina Tania Tuttman e Márcia Ângela da Silva Aguiar, pois elas acreditam que é necessário mais tempo para aprofundar as discussões e que o documento da BNCC ainda não está pronto.

[FIM DA ATUALIZAÇÃO]

A Base Nacional Comum Curricular é um documento normativo que estabelece os critérios de aprendizagens necessárias que todos os alunos devem desenvolver ao longo de sua Educação Básica. Conforme a Lei nº 9.394/1996, a Base deve orientar os currículos dos sistemas e redes de ensino, além de elaborar propostas pedagógicas das escolas públicas e privadas de educação infantil, ensino fundamental e médio de todo o Brasil.

A Base define os objetivos de aprendizagem e o documento, orientado pelos princípios éticos, políticos e estéticos elaborados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica, mostra como serão alcançado esses objetivos, por meio de estratégias pedagógicas. A ideia é criar um padrão mínimo de aprendizagem dos alunos para melhorar a qualidade do ensino, como também direcionar a educação brasileira para a formação humana integral, visando uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

Hoje, 04 de dezembro, o Conselho Nacional de Educação (CNE) começou a reta final da discussão sobre a Base Nacional Comum Curricular, que definirá os novos métodos de como os conteúdos devem ser trabalhados na educação infantil e no ensino fundamental. Nos dias 6 e 7 de dezembro será feita a votação em sessões públicas.

Uma das propostas do Ministério da Educação (Mec) é de antecipar a alfabetização para o 2º ano do Ensino Fundamental. Atualmente, o período de alfabetização deve ser feito até o 3º ano do ensino fundamental. Porém, o governo acredita que as crianças de famílias com melhores condições já estão alfabetizadas no final do 2º ano e com a proposta do Mec esse direito será assegurado para todas as crianças.

Outros temas como ideologia de gênero e ensino religioso também serão discutidos no texto final da base.

No início do ano que vem, o Mec enviará ao CNE, o documento com as diretrizes com as propostas para os currículos das escolas de ensino médio. A previsão era que a Base Nacional Comum Curricular do ensino médio fosse feita no fim deste ano, mas o Ministério priorizou a análise da base comum da educação ensino infantil e ensino fundamental.